A nossa associação de Moradores foi fruto da explosão de vontades de pessoas que lutam por um mundo melhor em que um punhado de homens e mulheres decidiu imprimir a sua criação logo que o Movimento Capitães eclodiu em 25 de Abril de 1974, podemos até afirmar que, se não foi a primeira Comissão de Moradores que se instituiu, ela é das primeiras existentes no nosso País e data do dia imediatamente a seguir ao que ficou consignado como o da libertação do povo Português do jugo fascista, aliás, muito bem marcada pela ocupação de uma área de terreno, onde estava já a ser iniciada a construção de mais uma urbanização, a chamada “Diamantino dos Santos” e a que, também muito bem, se deu o nome de Parque Estrela Vermelha.

A sua sede social foi mais tarde construída pelos moradores, num espaço delimitado onde se instalaram também um parque infantil; com baloiços construídos pelos moradores que trabalhavam nas empresas metalúrgicas instaladas nos arredores (CUF, Equimetal, Mompor, Siderurgia Nacional, Lisnave, etc.); Um campo desportivo de ar livre para a pratica de futebol de salão; uma biblioteca infantil que funcionava num eléctrico pedido á carris e posteriormente adaptado para o efeito, um conjunto escultórico metálico, assente em muros de betão, formado essencialmente por três estrelas de cinco pontas pintadas a vermelho, uma esfera armilar e um barco típico do Tejo.

Mais tarde, este espaço veio a ser legalizado pelas nossas autarquias, passando o espaço do domínio público municipal, resultado das contrapartidas da urbanização cuja aprovação entretanto, teve de ser reformulada, agora pela gestão municipal democraticamente eleita pelas populações.

Muitas foram as atividades que a Associação promoveu ao longo dos anos, ficando registadas, na nossa memória, para além de outras, as actividades desportivas no futebol de salão e no atletismo, com imensos prémios alcançados.

Entretanto a Associação foi formalmente instituída em 10/02/200, com publicação do Diário da República de 16/MAR/2000 – III Série. O Parque Estrela Vermelha está totalmente remodelado (falta-lhe o conjunto escultórico, que a nossa Câmara Municipal prometeu integrar e que ainda não aconteceu) e a nossa actividade passou a estar relacionada com os problemas dos Moradores da Zona Norte que, ao abrigo do regulamento geral interno, são considerados Sócios Efetivos, funcionado por projectos de intervenção:

- Os Espaços Verdes,

- Ação Social e Saúde,

- Educação e Ensino,

- Espaços Públicos,

- Cultura e Desporto,

- Habitação e Transportes.

Em cada um destes Projectos de Intervenção, funcionam como coordenadores dois dos eleitos em Assembleia Geral, estando aberta à participação de colaboradores, desde que aprovados em reunião de Direcção.

Tendo em atenção que a nossa actividade nunca colidiria com actividades já promovidas por outras associações, sempre estivemos abertos ao melhor relacionamento com todas as estruturas populares e estamos disponíveis para realizações conjuntas, dando como exemplo o já habitual jantar de 25 de Abril, assim como a disponibilidade demonstrada pela participação noutros projectos.

Para apoio a famílias carenciadas, a nossa Associação promoveu um protocolo com o Banco Alimentar de Palmela e nesta data poderá dar contributos alimentares a 62 famílias, desde que estas correspondam aos parâmetros de carência por aquela entidade estabelecidos. 

No relacionamento com os jovens, a nossa Associação promoveu um Protocolo Artístico e Cultural com a Câmara Municipal da Moita e criou um Grupo Coral Infanto Juvenil onde integra jovens de ambos os sexos entre oito e quinze anos de idade. Formalizou ainda um protocolo com um Centro de Formação Musical que ministra na nossa sede, aulas de música a todos os interessados, nos diversos instrumentos.

No relacionamento com as escolas, a nossa Associação promoveu um Protocolo com o Conselho Executivo do Agrupamento de Escolas Mouzinho da Silveira, e é responsável pelo ensino da música nas Actividades de Enriquecimento Curricular nas Escolas de 1º Ciclo deste Agrupamento.

Na protecção do meio ambiente, a nossa Associação tem a intenção de instituir “Os Amigos do Parque”, Projecto já apresentado ao Movimento Associativo Banheirense, mas que hoje volta a ser apresentado, no sentido de se pode levar à prática as ideias ali concebidas.

Na área da habitação estamos empenhados na resolução dos problemas dos condóminos, prestando diversas informações para melhores conhecimentos e procedendo a actos de aproximação entre senhorios e inquilinos.

Atuamos junto da E.D.P para uma prática actualizada da iluminação pública, assim como de outras entidades públicas para e remoção de viaturas abandonadas, de monos existentes na via pública, de calçadas levantadas indevidamente, etc.

Nos dias que hoje decorrem, sentimos que as condições de vida das nossas populações se agravam duma forma bastante assustadora. A precariedade do trabalho que se junta a muito desemprego, a salários baixos e até a falta de salários, são problemas que afectam as famílias onde escasseiam as mínimas condições de vida, o que põe completamente em causa uma vivência são entre pessoas.

Também sentimos que gente de outras paragens e de outros povos têm vindo morar para a zona norte da Baixa da Banheira, o que traz novas matérias para análise e projecto da nossa acção futura. E é pensando no futuro que estamos disponíveis para trazer ao nosso trabalho voluntário e abnegado, mais moradores e mais amigos que queiram connosco partilhar acções para o bem comum das populações Banheirenses.

Morada: Parque Estrela Vermelha, 2835-144 Baixa da Banheira
Telefone: 212 047 673
Fax: 212 047 673
E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Website: www.amzn.web.pt
Facebook: www.facebook.com/Amzn-Baixa-da-Banheira-663915273752020