A prestar serviço voluntário no Hospital Nossa Senhora do Rosário - Barreiro e apercebendo-se dos graves prodecorrentes da falta de sangue nesta instituição, o Rocha (como era conhecido), com seu espírito altruísta e voluntarioso, entendeu que a melhor forma de contribuir para minimizar este problema, seria a criação de uma Associação desta natureza.

Expôs as suas ideias à Directora do Serviço de Imuno-hemoterapia daquele hospital, Dra. Joaquina Maria Macareno Bacalhau Bilro, que de imediato o apoiou e incentivou de forma a transformar a ideia em realidade.

As inscrições para potenciais dadores foram abertas e no dia 13 de Junho de 1992, dia da primeira reunião, já havia 13 pessoas inscritas para doar sangue. Dessas 13 pessoas foram escolhidas 5 para formar a Comissão Instaladora que tinha por missão elaborar os Estatutos e legalizar a Associação.

A referida comissão ficou assim composta: António Rocha, coordenador; Francisco Gamito, secretário; Vítor Silva, tesoureiro; e José Bento e Carlos Lopes, vogais.

No dia 11 de Setembro de 1992, em reunião com 25 potenciais dadores, foram apresentados e aprovados os Estatutos.

Após a elaboração dos Estatutos, foi necessário proceder ao seu registo Notarial e uma vez que a Associação não dispunha ainda de disponibilidade financeira, foi o Rocha, que adiantou essa verba.

Foi dado conhecimento ao Presidente da Junta de Freguesia da Baixa da Banheira da existência desta Associação, já devidamente legalizada. O Presidente bem como os restantes elementos da Junta de Freguesia deram de imediato todo o apoio, logístico e financeiro, incluindo a verba gasta no registo dos Estatutos.

A primeira Assembleia-geral para eleição dos corpos data de 14 de Novembro de 1992. 

Instalações
Esta Associação desempenhou a sua actividade durante 18 meses nas Instalações da Associação de Reformados Pensionistas e Idosos "O NORTE". Contudo o sonho da Associação, como o de qualquer congénere, era obviamente possuir uma Sede própria.

Este sonho depressa se concretizou. No topo Norte onde terminava a Associação de Reformados, havia um pequeno espaço que não fazia parte da mesma e não estava incluído no Parque José Afonso.

Contactados os Presidentes da Junta de Freguesia da Baixa da Banheira e da Câmara Municipal da Moita, ambos concordaram com a cedência daquele espaço para a implantação da Associação.

As inscrições para potenciais dadores foram abertas e no dia 13 de Junho de 1992, dia da primeira reunião, já havia 13 pessoas inscritas para doar sangue. Dessas 13 pessoas foram escolhidas 5 para formar a Comissão Instaladora que tinha por missão elaborar os Estatutos e legalizar a Associação.

Depois de cedido o terreno, o Presidente da Câmara exigiu que a obra fosse enquadrada com o edifício da Associação de Reformados "O Norte". Passados 3 dias a Sede já estava a ser construída pelo empreiteiro responsável pela construção do parque e por alguns Dirigentes e Associados.

Dezoito meses depois da Associação ser criada, em Dezembro de 1993, toda a sua actividade era desenvolvida na nova sede, muito pequenina, apenas com uma área total de 30 m2 dividida em duas salas.

Como foi referido anteriormente, o sonho de qualquer Associação é ter instalações dignas para o trabalho a desenvolver. No nosso caso precisávamos de umas instalações que contemplassem um espaço próprio para efectuar recolhas de sangue uma vez que é esta a nossa actividade e simultaneamente permitissem desenvolver o nosso trabalho humanitário e receber com dignidade os nossos dadores, que são no fundo a principal razão de ser da nossa existência.

Os esforços para a realização deste sonho começaram a ser efetuados a partir de 1998.

No ano seguinte a Câmara Municipal da Moita cedeu-nos uma parcela de terreno com 324m2 para a construção da atual Sede Social.

A escritura da cedência do terreno foi feita em 14 de Dezembro de 2002.  

Os projetos para a nova Sede Social foram aprovados em Maio de 2004.

Foram desenvolvidos esforços no sentido de obter ajuda financeira para a construção da Sede, uma vez que esta Instituição não tem Fins Lucrativos e não dispõe de recursos financeiros próprios.

Fomos apoiados em 20% do custo total da obra por parte da Câmara Municipal da Moita e por parte do Instituto Português do Sangue foi-nos atribuído um subsídio de 50.000 euros.

No dia 9 de Janeiro de 2006 deu-se início à construção da Nova Sede Social com a marcação da obra.

Em 23 de Janeiro de 2003 o Presidente da C.M.M. e a Presidente da Direcção procederam ao assentamento do 1.º tijolo.

As comemorações do 14.º Aniversário da nossa Associação foram realizadas 6 meses depois, em 18 de Junho de 2006, nas instalações (ainda em construção) da futura Sede Social.

Em 2 de Junho de 2007,foi realizado um almoço pré inaugural com as entidades oficiais e os mecenas que tornaram possível a conclusão da obra.

A 10 de Junho de 2007, foi realizada a primeira colheita de sangue nas novas instalações.

Finalmente, em 24 de Junho de 2007 (18 meses após o seu inicio), foi inaugurada a Nova Sede Social da Associação de Dadores de Sangue da Baixa da Banheira.

Nota Final
As atuais instalações dispõem de todas as condições necessárias, e são compostas por, um salão com 140m2 para efetuar recolhas de sangue, dois gabinetes médicos, Gabinete da Direcção, secretária, área administrativa, instalações sanitárias, logradouro, cozinha e uma sala de refeições pós dádiva. 
Com este breve historial, a Associação de Dadores de Sangue da Baixa da Banheira, presta também uma sentida homenagem ao seu mentor, criador e fundador António Cardoso da Rocha e a todos aqueles que o acompanharam nos primeiros passos desta prestigiada Instituição bem como àqueles que dando continuidade ao seu trabalho tornaram possível a construção da atual Sede Social. 

Morada: Avenida Capitães de Abril 23, 2835 Baixa da Banheira 
Telefone: 212 020 139
E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Website: www.adsbb.pt